domingo, 10 de fevereiro de 2008

finja
talvez dê tudo certo.
olhe de soslaio
não deixe o copo cheio
rasteje
quem sabe um dia
o jogo vira
deguste as migalhas
lamba o prato
respire devagar
a realidade
estronda e desaparece todos os dia
finja
corra
o fim do mundo é aqui
a dor de cabeça
é a prova de que a vida
é isso que é
e mais nada
ande lentamente
se apoie nas paredes
e siga em frente...

3 comentários:

Aline Lisboa disse...

adorei.
=*

amanda.rosa disse...

Cada vez que te leio
mas descubro que poder tens
mas decubro o verdadeiro fascínio teu!!!
Adoro...

Nara Loupe disse...

se apoiar nas paredes? sim, sim. senão a gente cai mesmo...bjos