segunda-feira, 13 de abril de 2015

Aprisionado.
A luz escorrega para o fim do ciclo.
A lente pisca
Captura
Liberta para não sei onde.

Onde surge a pergunta?
Que fenda inunda-se de catarse?
Onde pulsa a resposta?

Um gole
Peixe estala entre os dentes
Chuva que passa
Amor que se eterniza!

12/04/2015 M

Um comentário:

Marijalma Torres disse...

Belo texto!